Incontinência urinária: o uso do pessário para correção


A incontinência urinária consiste na perda involuntária de urina, seja em grandes quantidades ou em escapes por esforço (carregar peso, tossir etc.). Esse distúrbio é mais comum entre mulheres idosas, entretanto, também pode acometer as jovens. É de fundamental importância que os profissionais que lidam nesta área conheçam a anatomia feminina que é constituída de veias, artérias, nervos, músculos, ligamentos e fáscias.


Tipos de incontinência urinária

Incontinência urinária de esforço: ocorre quando a mulher faz um esforço, como tossir, utilizar jump, pegar peso, rir, etc.


Incontinência urinária por hiperatividade do músculo detrusor da bexiga: a perda de urina se dá por conta do excesso de atividade do músculo detrusor.


Incontinência urinária mista: ocorre quando a paciente tem sintomas tanto da incontinência urinária de de esforço, quanto de hiperatividade do detrusor.


Causas

Entre as causas que facilitam a incontinência urinária, podemos citar:

  • Gravidez e/ou parto

  • Obesidade

  • Esforço laboral

  • Doenças na bexiga

  • Idade avançada

  • Doenças degenerativas (Parkinson e Alzheimer)

  • Comprometimento do assoalho pélvico

  • Tumores

Diagnóstico e tratamento

O diagnóstico da incontinência urinária é relacionado basicamente pelo histórico que a paciente relata para o médico. Em várias situações a anamnese é suficiente para o diagnóstico. O teste urodinâmico é utilizado quando o histórico isoladamente não permite fazer uma hipótese diagnóstica e sempre antes de um procedimento cirúrgico.


Em casos mais graves, o tratamento para essa condição costuma ser cirúrgico, mas há alternativas em alguns casos. É de grande importância a abordagem de fisioterapia. Uma das alternativas de tratamento são os pessários.


Quando o diagnóstico for bexiga hiperativa, o tratamento é medicamentoso.


Pessários para incontinência urinária

Os pessários são dispositivos constituídos de silicone e que integram o tratamento da incontinência urinária de esforço e da incontinência mista.


Os pessários estão disponíveis em vários formatos e tamanhos e são classificados como:

  • Pessários de suporte: englobam anel, anel com diafragma e Shaatz

  • Pessários oclusivos: compreendem cubo, Gelhorn, Donut e pessário inflável

O pessário no formato de anel é o mais utilizado. Com ele, a paciente pode manter suas atividades sexuais e não há muitas evidências de complicações devido ao seu uso.


Vale destacar que em caso de incontinência urinária, um médico especialista deve ser consultado para ter o diagnóstico correto e identificar o melhor tratamento de acordo com cada caso.


#thomazgollop #ginecologia #uroginelocogia #incontinenciaurinaria #pessario #saudedamulher #bexigahiperativa